Blog

A Boa Mesa

Wair de Paula, Jr.

Sim, somos um Shopping especializado no universo da decoração e design de interiores. Mas nossas instalações oferecem muito mais – de lazer para crianças, passando por um excelente salão de cabelereiros, academia de ginástica, temos de tudo para todos. E uma lista de restaurantes de primeira linha, para todos os gostos. Ou você consegue resistir a essas panquecas com manteiga e mel, do Coffee People (@coffepeople.bistro)? Se consegue, admiro seu estoicismo – eu estou babando por esta delicia desde a hora que vi a foto no Instagram...

Ou a esse Red Velvet Milk Shake, uma “desconstrução” do famoso bolo norte-americano (obra ultra-criativa também do Coffee People) – resistir, como? Eu quer adoro um milk shake achei a ideia extremamente original. E, provavelmente, muito saborosa (ainda não consegui provar, confesso), como tudo o que este lugar oferece.

Eu desconfio de quem não gosta de coxinha. A sobrinha de cara-metade é vegetariana, mas come coxinha – prova da aceitação deste clássico dos botequins e padarias brasileiras. Esta, com catupiry , sequinha e crocante por fora, com recheio cremoso e muito saboroso, está no cardápio do Garage Burger & Beer (garageburgerandbeer). Com uma cerveja gelada, melhor ainda.

A foto engana. A belezinha acima, com cara de prato principal, é na verdade uma entradinha, um canapé de abóbora com bacon crocante. Daqueles petiscos que você morde e imagina o porquê de não terem inventado isso antes – tudo funciona, as texturas, o doce e o salgado, e a surpresa de um canapé sem pão. Você pode – aliás, deve – experimentar este canapé no Juliette Bistrô (@juliette_bistro).

Esse prato me pegou pelos meus pontos mais fracos – pato confit e caju. Acompanhado de um purê de mandioquinha ultra-sedoso, farofa de amêndoas e castanha do Pará e um caju brulé, é um daqueles pratos cuja alquimia transcende o sabor comum. Eu adoro confit (no caso, a coxa de pato cozida em sua própria gordura), eventualmente faço em casa, mas nunca pensei em servir com um caju grelhado. Eu sou fanático por caju, meu pai adorava e isso me remete a bons momentos. Fora que a apresentação do prato acima é...wow! Novidade do Cerdo Restaurante (@cerdorestaurante).

Aqui, já passamos por um prato e receita tradicionalíssimos – o entrecôte com molho mais do que secreto e as batatinhas fritas crocantes e fartas do L´Entrecote de Paris (@lentrecotedeparisbarrarj). Uma receita oposta à da foto anterior, pois esta está calcada em princípios ancestrais – acredito que o único senão é que no passado as batatinhas eram fritas em gordura animal, e hoje seguramente são fritas em óleo quente. Mas são tão boas, e tão fartas e calóricas...Este é um local para, quando se tem dúvida do que comer, ir direto. E sair feliz de ter feito uma ótima escolha.

Pensar que eu já dei menos valor às sobremesas...hoje não consigo conceber em uma boa refeição sem a finalização  perfeita de uma sobremesa. E o escultórico prato acima, saído das mãos dos chefs do Cerdo Restaurante, é uma versão sofisticadíssima do prosaico Romeu e Julieta – um petit gateau de goiabada com crumble e sorvete de queijo. É tão linda que não dá vontade de desmontar, mas o prazer visual é sobrepujado pelo prazer gustativo – perfeito no dulçor e nas texturas diferentes, é uma sobremesa maravilhosa.

E para os viciados em chocolate, um “mimo” – os brownies na latinha do Juliette Bistro. Uma sacada genial essas latinhas, dá para levar para qualquer lugar, encher a bolsa deles, colocar na mochila...eu acredito piamente nos poderes curativos de um bom chocolate, aquece o espírito, acalma a alma, e me deixa sempre muito mais feliz. Minha cintura é a prova desta dedicação.

Esta é apenas uma pequena amostra dos restaurantes do Casashopping. Em breve voltaremos ao tema, para comprovar que nosso Shopping é um espaço que proporciona prazer e bem-estar.

 

 

 

 

Compartilhe


Comentários