PROFISSIONAIS

André Piva e Vanessa Borges

André Piva e Vanessa Borges

"Meu escritório - andrepivarquitetura abriu em 1995, faremos 15 anos em 2010. Antes disso trabalhei no escritório do Paulo Case e na Construtora Gafisa - onde aprendi a ver como os projetos se executam na prática da obra."

Nos primeiros cinco anos era focado apenas na área comercial - escritórios, lojas restaurantes.
A partir de 2000, após construir sua própria casa - que foi muito publicada no Brasil e no mundo todo – Itália, Portugal, Suíça, Rússia, Austrália, etc. começaram a surgir projetos residenciais.
 
Hoje o escritório cresceu, mudou para a beira mar do Leblon, e conta com uma equipe de 15 pessoas, e está dividido entre arquitetura comercial, residencial e interiores. Hoje há projetos em igual quantidade de casas, apartamentos, escritórios, lojas, restaurantes, sedes de empresas, etc.
 
O arquiteto Andre Piva é gaúcho e antes de vir para o Rio com o intuito de fazer a faculdade de arquitetura na UFRJ, morou oito anos em Brasília. Sempre teve o desejo de fazer arquitetura desde os tempos da infância, então é claro que o período que morou lá o influenciou muito. Além disso a faculdade de arquitetura da UFRJ temum cunho bastante modernista e somou a sua percepção da arquitetura.

Suas influências foram e são os grandes arquitetos e movimentos modernos - Bahaus de Stijl, Mies Van de Roher, Alvar Aalto , Warchavchik.
 
Sua arquitetura pretende ser artesanal de pequeno porte, onde tem o controle de todas as áreas, o que lhe permite um trabalho autoral, seu desejo é que ela seja atemporal, que una conforto estético visual com funcionalidade e certa mágica, que todos precisamos para viver.
O cliente entra nesse processo como estopim para um movimento de criação - onde suas  necessidades e desejos servem como combustível para a proposta de trabalho. Ele é o objetivo final de o trabalho e isso não pode ser esquecido nunca. Mas também espera que se possa propor algo além do que ele imagina e dessa relação se faz à verdadeira arquitetura.